Armando Queiroz

Artist participating in PIPA Online 2014. To vote click on "Vote" besides the kite. For more information click here.



Belém, PA, in 1968.
Lives and works in Belém, PA.

PIPA 2010, 2012, 2014 nominee.

Video made by Matrioska Filmes exclusively for PIPA 2010.


Video by the artist

About the artist

Visual artist, he started working in 1993. In this period,works on a smaller scale reframming small everyday objects . Over the years, becomes getting these objects in the exhibition spaces in which they appear, thus resulting in a series of installations.

In 2003, in the city of Abaetetuba (PA), made his first intervention in urban at the Meat Market Hall, on the same year that he had the scholarship to The Art Institute of Para, with the project’s possibilities of Miriti as a Contemporary Plastic Element.
In 2007 he was awarded with Acquisition Prize, XIII Salão de Pequenos Formatos, Belém (PA).
In 2008 he developed another research fellowship at The Art Institute of Para: Studies in Video Art – The Body as Intermediary between Life and Art.

His artistic production ranges from miniature objects to works on a large scale and urban interventions. He examines conceptually the social, political, property and issues related to art and life.
He was awarded with a research scholarship in Arts of CNI SESI Marcantonio Vilaça for Visual Arts 2009-2010.
In 2009, his site-specific Tempo Cabano received the 2nd Grand Prize of the 28th Arte Pará. In 2010, he received the “Special Room” of the 29th Arte Pará honored as the “Exhibition’s Artist”.
In 2011, participated in the following exhibitions: Amazônia, a Arte, Museu Vale (ES); Gigante pela própria natureza, Valencia Institute of Modern Art – IVAN (Spain), 16th Bienal de Cerveira, (Portugal); and in III Bienal do Fim do Mundo, Ushuaia (Argentina).

 

For the full list with the selected artists click here.

Be updated with the Brazilian contemporary art. Follow PIPA on Facebook, YouTube , Google+ and Twitter.

  1. Ednaldo Britto

    Armando Queiroz produz aquilo que ainda pode ser chamado de arte. Suas obras são o resultado de uma boa formação, excelentes pesquisas e muito trabalho. Cabe ressaltar a personalidade única deste artista da Amazônia Paraense que produz para os seus e para o mundo.

  2. Gosto de chamá-lo de Armandinho. Não por qualquer tipo de redução, mas por tê-lo como alguém de tamanha delicadeza e sutileza que deve ser tratado assim.
    Os trabalhos dele são pura poesia, densa e profunda, que devem ser conhecidos e reconhecidos.
    Que coisa mais armandinhesca ganhar o prêmio PIPA! Algo simples que alça voo e, de forma lúdica, constrói um novo!

  3. Marcelo Rodrigues

    Armando é um grande parceiro. Com enorme privilégio voto nessa pessoa que além de ser um amigo maravilhoso é também um artista comprometido com suas verdades.

    • Lucrecia

      Prezado Marcelo, os votos para o PIPA Online são apenas no Facebook. Veja em nossa página inicial desse site a explicação.
      Muito em breve teremos um índice para a pessoa ir direto para a imagem de voto de cada artista.
      Obrigada por sua participação!

  4. Os trabalhos do Armando são poesia sem intermediação, revelam de imediato a alma doce e singular desse grande artista

  5. PArabéns pelo conjunto de teus trabalhos Armando! e ao aguçado olhar do Prêmio PIPA.
    Vote Armando Queiroz também!

  6. vania Leal

    Armando na minha concepção é um dos artistas mais conceituais na cena da Amazônia que consequentemente se expande para outros lugares, para além de um lugar.
    Amo o trabalho de Armando, me toca pelos sentidos, me arrepia, me faz retornar a origem de mim mesma.
    Vânia Leal
    Ação Educativa Arte Pará 2010